7 Dicas de Como Usar o Networking para Crescer a sua Startup

Será que essa história te soa familiar?

Você teve uma ideia incrível para um negócio.

Você passou algum tempo criando um plano de negócio e validando sua ideia.

Divulgou seu negócio da melhor forma que pode.

Talvez até tenha ganhado algum impulso.

E aí você chegou a um ponto em que não sabia o que fazer a seguir.

E então, como levar sua startup mais longe?

Vou ser sincero aqui. Escalar seu negócio a partir do nível de startup é incrivelmente difícil.

É por isso que 95% das startups deixam de cumprir suas projeções.

Screen Shot 2017 07 14 at 3.43.53 PM

Mas eu tenho boas notícias.

Você pode escapar esse destino cruel. Vou te mostrar como.

Você já ouviu falar da “regra 64/4?”

Essa regra diz que 64% dos efeitos vêm de 4% das causas.

Em outras palavras: muitas das atividades em que você investe seu tempo são inúteis.

Pelo lado positivo, existem atividades de grande impacto que podem fazer a diferença para o seu negócio.

Sua tarefa é identificar quais são essas atividades, para assim obter os resultados delas.

Mas sabe qual é a melhor notícia?

Eu já identifiquei uma dessas atividades de grande impacto para você;

Como será que eu sei que isso vai funcionar para você?

Todas as startups de sucesso têm esse elemento em comum.

Networking.

É isso mesmo.

Todas as startups bem-sucedidas formaram relacionamentos significativos que possibilitaram um caminho rápido e sustentável para o sucesso.

Se você tiver interesse em fazer o mesmo, esse artigo é para você.

Vou começar compartilhando sete maneiras como o networking pode impulsionar seu negócio.

Vamos falar também sobre como você pode personalizar suas ações de networking para cada objetivo.

Mas antes de tudo, vamos ver qual é a definição de networking.

O que é networking?

Algumas pessoas acham que fazer networking é entregar cartões de visita e almoçar com amigos relacionados ao seu negócio.

Isso é apenas uma parte bem pequena do networking.

O núcleo do networking é construir relacionamentos.

É motivar as pessoas a te conhecerem, confiarem em você e desejarem fazer negócio com você.

As conexões pessoais e profissionais que você cria podem ser aproveitadas para impulsionar sua empresa exponencialmente.

Isso pode acontecer tanto em canais online como offline. De fato, esses dois canais estão mais conectados do que você imagina.

Aqui está um gráfico ilustrando como atividades de marketing online e offline se alinham:

Screen Shot 2017 07 15 at 1.25.07 AM
Que atividades podem ser consideradas networking?

  • Entrar em grupos nas mídias sociais.
  • Ir a eventos da indústria.
  • Se tornar parte de um espaço de coworking.
  • Ir a reuniões de negócios e conferências em pessoa.
  • Formar parcerias com influenciadores online.

Essas são apenas algumas ideias que vamos explorar mais tarde.

Mas agora vamos falar de um fator que toda estratégia de networking precisa ter para ser bem-sucedida.

Não interessa se você vai fazer networking online ou pessoalmente.

Não interessa que tipo de relacionamentos você está tentando criar ou quais são os objetivos do seu negócio.

Se você não tiver uma história atraente para contar, não vai saber o que dizer quando for hora de se comunicar com seus alvos.

Por que sua história é tão importante?

  • Histórias são a via expressa para o cérebro.
  • Histórias destacam propósitos e motivam grandes multidões a agir.
  • Histórias facilitam a identificação com você, fornecendo contexto sobre seu negócio.
  • Histórias são as ferramentas de vendas mais poderosas.

É por isso que depois de apresentações, 63% das pessoas se lembram das histórias, e apenas 5% lembram estatísticas.

Screen Shot 2017 07 14 at 5.43.10 PM

Como você pode utilizar o storytelling para ampliar suas ações de networking?

A ideia aqui não é criar um pitch rápido que você vai repetir para todo mundo que conhecer.

Idealmente, você deve criar várias histórias.

A mensagem central da sua marca deve ser um tema comum a todas essas narrativas.

Faz sentido?

Aqui está um guia:

Screen Shot 2017 07 14 at 5.46.52 PM

Vou te mostrar isso em detalhes.

1º passo: Construa sua história

Primeiro você precisa refletir e construir a narrativa da sua marca.

O que você quer que o mundo saiba sobre o seu negócio?

Park Howell recomenda usar este ciclo de história:

Screen Shot 2017 07 15 at 1.41.49 AM

Aqui estão alguns dos elementos principais.

  • Histórico: Qual é a sua proposta única de valor?
  • Herói: Quem é o herói da sua história? O que ele deseja? (Dica: seu herói deve ser alguém em seu público ideal.)
  • Antagonista: Que objeções seu herói tem à sua marca?
  • Mentor: Como seu negócio vai ajudar seu herói na jornada de transformação dele?
  • Jornada: Como é a jornada do seu consumidor?
  • Vitória: Em que ponto seu herói vence, junto ao seu negócio?
  • Moral: Quais são os valores e a cultura da sua marca?

2º passo: Aprenda a contar bem sua história

Você precisa contá-la de uma forma que encante seu público e o faça escutar.Ter uma história não é suficiente.

Boa parte disso envolve conhecer quem vai receber sua história.

Se você está segmentando potenciais clientes, descubra o que é tocante para eles.
Se estiver falando com potenciais influenciadores, faça pesquisas.

Você vai precisar desse contexto para entregar a história da sua marca com o máximo de impacto.

3º passo: Não negligencie os dados.

Há mais um detalhe.

Também existe uma narrativa nos números.

É importante usar dados e fatos para comprovar sua história.

Por quê?

Porque histórias baseadas em dados vendem.

De fato, o marketing baseado em dados aumentou a receita para 57% dos especialistas em marketing.

Screen Shot 2017 07 15 at 2.10.29 AM

Agora que você já está armado com uma história atraente para o seu negócio, vejamos o que o networking pode fazer pela sua startup.

1. O networking vai ter dar mais vantagens com investidores

Tenho certeza de que você conhece essa expressão:

“Dinheiro é como oxigênio para um negócio.”

Em outras palavras: nada vai sufocar seu negócio mais rápido do que a falta de dinheiro.

Entre as 20 maiores razões pelas quais startups fracassam, a falta de dinheiro aparece na segunda posição.

Screen Shot 2017 07 14 at 6.34.29 PM

É por isso que investidores são uma tábua de salvação para muitos negócios.

Imagina só.

Investidores recebem muitos emails de empreendedores pedindo investimentos. E todos eles prometem um retorno rápido sobre aquele investimento.

Quantos negócios você acha que conseguem cumprir essa promessa?

Considerando que 80% das startups não têm nenhum retorno sobre investimento, eu diria que bem poucas.

Grande parte dessa falta de resultados é causada por má gestão financeira.

Aqui está uma prova disso:

Screen Shot 2017 07 14 at 6.49.59 PM

Mas e se você tiver mais impulso?

É aqui que entra o networking.

Quando mais conexões de boa qualidade você tiver, mais fácil é convencer investidores a colocar dinheiro em sua startup.

Aqui estão algumas dicas de como usar networking para obter investidores:

1. Aproveite seus contatos. Não tenha medo de pedir à sua rede de contatos que te conecte com potenciais investidores.

Informe a todo mundo que você está planejando escalar seu negócio e procurando investimentos.

2. Não exagere na “conversa de vendedor.” Apesar do seu objetivo aqui ser dinheiro, as pessoas detestam que tentem vender qualquer coisa a elas.

Abra o diálogo com o que você tem a oferecer. É aqui que vai ser útil mencionar todos os seus contatos impressionantes.E isso inclui investidores.

3. Aproveite sua rede de contatos pessoais em campanhas de financiamento coletivo. O financiamento coletivo ganhou um impulso significativo nos últimos anos.

Você vai se surpreender com o número de amigos e familiares dispostos a te apoiar financeiramente.

2. O networking vai fazer você se destacar entre a concorrência 

Eu não preciso te contar o quanto o meio do empreendedorismo é competitivo.

Uma boa porcentagem dos negócios fracassa porque não se compara aos líderes do mercado.

E como você, entre as 20 principais razões que explicam o fracasso de startups, a concorrência aparece na quarta posição:

Screen Shot 2017 07 14 at 7.22.01 PM

Como você pode evitar ser arrasado pela concorrência?

O importante é a diferenciação.

O networking traz exposição para os elementos que te destacam entre seus concorrentes.

Essas são os seus “fatores X.”

Esses elementos não podem ser copiados. E eles sempre vão te dar uma vantagem sobre outros negócios.

Quando mais você fizer networking, mais terá oportunidade de aproveitar seus “fatores x”

Aqui estão algumas dicas sobre como usar o networking para se diferenciar da concorrência.

1. Sempre abra com sua proposta única de valor. Uma boa proposta de valor tem três elementos:

  1. Que problema você está resolvendo para os consumidores? Defina a transformação que as pessoas vão viver após usar seu produto/serviço.
  2. Como seu produto/serviço resolve esse problema? Informe às pessoas que mecanismo você vai usar para causar aquela transformação.
  3. Por que você e não seu concorrente? Conte aos consumidores porque é melhor fazer negócio com você do que com a concorrência.

Aqui está um exemplo de uma proposta de valor, do Dollar Shave Club.

Screen Shot 2017 07 14 at 7.54.21 PM

2. Seja uma perturbação no mercado. O que significa ser uma perturbação na área de negócios?

Vamos entender isso tomando a Amazon como exemplo.

  • Ela perturbou o segmento de venda de livros com a entrega eletrônica de livros.
  • Ela perturbou o conceito de carrinho com a compra em um clique.
  • Ela perturbou o segmento de publicação de livros com a auto-publicação.

Esses são apenas alguns exemplos.

Em cada um desses casos, o resultado foi positivo para o consumidor.

Eu te desafio a contar uma história de perturbação.O impacto da Amazon como negócio? Ela pode vencer qualquer concorrente.

Às vezes é preciso criar um modelo de negócio totalmente novo que não é característico do seu segmento.

Faça o que for preciso.

3. O networking alarga seu grupo de potenciais clientes

Segundo Jay Abraham, existem apenas três formas de aumentar um negócio:

  1. Aumentar o número de consumidores.
  2. Aumentar o valor médio de transação.
  3. Aumentar a frequência de compra.

Cada atividade de marketing deve servir a um ou a todos esses três propósitos.

Nas fases iniciais do seu negócio, você vai precisar de early adopters.

Apesar de o networking não focar nas vendas, ele te dá uma grande oportunidade para se apresentar a potenciais clientes.

Essas são as pessoas que vão se tornar os primeiros defensores da sua marca.

Na medida em que você aumenta seu grupo de consumidores, fica mais fácil manter aquele ritmo e converter ainda mais pessoas.

Isso é conhecido como efeito de rede.

As pessoas dependem do consenso social para tomar decisões de compra.

Aqui estão algumas dicas de como usar o networking para converter potenciais clientes em clientes:

1. Construa comunidades unidas nas mídias sociais. As mídias sociais mudaram por completo a forma como negócios interagem com seus públicos-alvo.

Você pode construir o tipo de relacionamento que gera confiança. Não há melhor forma de converter seus potenciais clientes do que fazer eles confiarem em você.

Para isso, eu recomendo muito que você crie grupos para seu público nas mídias sociais.

Veja quantos membros esse grupo do Facebook tem!

Screen Shot 2017 07 14 at 8.54.42 PM

Isso é uma mina de ouro para atrair fãs leais.

Lembre-se que você não deve fazer divulgação demais em seus grupos e páginas nas mídias sociais.

Na verdade, essa é a razão número um que leva as pessoas a deixar de seguir uma marca nas mídias sociais.

Screen Shot 2017 07 15 at 2.28.23 AM

2. Faça networking offline, em locais onde seus clientes ideais estão. Eu sou um grande fã da ideia de se conectar com seu público pessoalmente.

Por quê?

Muitos negócios negligenciam os canais offline.

Isso significa que você pode capturar um segmento maior do mercado enquanto se diferencia de seus concorrentes.

3. Tenha um sistema para coletar leads. A chave para o networking bem-sucedido é o acompanhamento.

Nenhum relacionamento nasce da noite para o dia. Suas ações de networking não terão resultados sem uma forma de continuar se comunicando com suas conexões.

Qual é forma mais eficiente de fazer isso? Construir uma lista de emails.

Fazer isso é superconveniente. Você pode simplesmente configurar formulários de captura de email em seu site e em suas páginas nas mídias sociais.

Screen Shot 2017 07 15 at 2.34.26 AM

Offline, você pode simplesmente pedir endereços de email ou outras informações pessoais.

Aqui estão algumas ideias:

  • Passe listas de email em seus eventos
  • Adicione um call to action na parte de trás do seu cartão de visita, convidando as pessoas para entrar na lista.
  • Colete os emails de novos consumidores durante o processo de checkout.
  • Promova eventos e peça ao seu público que confirme sua presença usando email.

4. Ofereça mais do você pede. Gary Vaynerchuk explica isso da melhor forma possível no título do livro dele, “Jab, Jab, Jab, Right Hook.”

Ele expande a analogia do boxe ao mostrar que “não há nocaute sem preparação.”

Em outras palavras, você não pode converter consumidores sem primeiro prepará-los para a compra.

Como fazer isso?

Seja três vezes mais ativo em fornecer valor para o seu público do que em pedir compras.

4. O Networking constrói sua marca pessoal

Talvez você esteja pensando, “Isso não é só para construir a marca de um negócio?”

Mas aqui está uma pergunta mais importante.

Você consegue separar você e o seu negócio?

Veja o que acontece com empresas gigantes como o Facebook, a Apple e a Amazon.

Você não pensa nesses negócios sem pensar nos líderes deles. As marcas pessoais deles amplificam o sucesso desses negócios de várias maneiras.

Uma pesquisa da Nielsen determinou que “92% das pessoas confiam mais em recomendações de indivíduos (mesmo sem conhecê-los) do que em marcas.”

Aqui estão algumas dicas de como usar o networking para fazer sua marca pessoal crescer:

1. Crie uma mensagem de marca pessoal atraente. A história da sua marca pessoal é tão importante quanto a história do seu negócio.

E apesar de estarem conectadas, as duas histórias não são iguais.

Por que você criou um negócio? Que desafios enfrentou? Quais são seus valores pessoais? Como esses valores influenciam a forma como você faz negócio?

2. Encontre um mentor que seja líder no seu segmento. Na medida em que você se conectar a outras pessoas no seu segmento, procure pessoas que estão alguns passos à sua frente.

O relacionamento entre mentor e aprendiz é particularmente poderoso.

Essa é uma forma excelente de aumentar seu conhecimento e evitar erros que podem custar muito.

Para completar, se conectar a um líder em seu nicho vai ampliar sua credibilidade e valor percebido.

O resultado?

O valor da sua marca pessoal aumenta, e isso faz seu negócio crescer.

3. Distribua conteúdo formador de opinião em todas as suas redes. Não há melhor forma de demonstrar seu expertise em uma área do que publicar conteúdo de qualidade.

Tenha como objetivo ser um expert em um tema e sua marca vai prosperar por causa disso.

E você não estará sozinho. 80% dos especialistas em marketing planejam aumentar a quantidade de conteúdo formador de opinião que produzem.

Screen Shot 2017 07 15 at 2.48.58 AM

Quais são as características do conteúdo formador de opinião?

  • Provoca reflexão
  • Educacional e interessante
  • Proprietário
  • Inspirador

Webinários, infográficos, estudos de caso, blogs e newsletters por email são algumas formas para entregar esse conteúdo.

5. O networking pode elevar sua estratégia de RP organicamente

Networking e relações públicas (RP) muitas vezes são usados como sinônimos. Apesar de não serem a mesma coisa, eles são bem próximos.

Receber o tipo certo de atenção das fontes de RP certas pode ser incrível para uma startup.

Os relacionamentos que você forma podem te ajudar a amplificar sua exposição e aparecer no radar das pessoas certas.

Aqui estão algumas dicas para usar networking para escalar sua estratégia de RP.

1. Engaje profissionais da mídia de forma ativa. Uma forma fácil de fazer isso é usar um site chamado HARO.

Ele é uma rede onde você pode formar relacionamentos com jornalistas ao se tornar uma fonte para eles.

Simplesmente vá ao site e clique em “I’m a source.”

Screen Shot 2017 07 14 at 10.31.26 PM

Você pode então se registrar, monitorar solicitações de fontes relevantes para o seu segmento e fazer propostas a jornalistas.

Outra alternativa é se conectar com jornalistas offline.

2. Divulgue suas menções na mídia. Menções na mídia são uma forma excelente de gerar credibilidade em seu público.

Se você já apareceu em veículos populares da mídia, não seja tímido.

Você pode colocar badges de veículos diferentes em seu site, como faz Ramit Sethi.

Screen Shot 2017 07 14 at 10.49.25 PM

3. Crie um press kit. O que exatamente é um press kit?

É um pacote pronto de materiais de divulgação sobre seu negócio, que pode ser entregue a membros da mídia.

O propósito dele é obter divulgação para a sua startup.

Veja o que você pode incluir em seu press kit:

  • Informações sobre o histórico da empresa
  • A história da sua marca
  • Cobertura recente na mídia
  • Biografias de membros da sua equipe
  • Fotos profissionais da equipe
  • Um FAQ

6. O networking permite que você atraia os melhores talentos

Sua habilidade para atrair e reter os maiores talentos vai ter um grande impacto sobre seu sucesso.

Na medida em que você cria mais conexões, você terá cada vez mais talentos entre os quais selecionar.

Isso é aplicável tanto para formar parcerias quanto para atrair potenciais funcionários.

Veja como você pode usar o networking para atrair os maiores talentos para sua startup.

1. Defenda a cultura da sua empresa sempre que tiver oportunidade. Você já se perguntou por que alguns negócios parecem ter as melhores pessoas trabalhando com eles?

Isso tem tudo a ver com cultura.

A cultura não é só a história que você conta. Ela tem muito mais a ver com a forma como você trata sua equipe.

Não se esqueça de mostrar essa cultura em seu site e em outros canais online.

2. Procure pessoas que se identificam com sua visão. Nem todo mundo vai entender sua visão.

As pessoas conectadas àquele plano maior serão seus bens mais valiosos.

Sim, as pessoas que lidam com as atividades cotidianas do seu negócio são valiosas.

Mas sempre procure pessoas que têm uma visão mais ampla.

Elas vão te trazer perspectivas diferentes, desafiar o status quo e emergir como líderes dentro do seu negócio.

7. O sucesso com o networking pode ter um impacto positivo sobre seus outros canais de marketing

Networking te dá influência.

E essa influência, por sua vez, pode ser usada para dar mais poder a todas as suas ações de marketing.

Aqui estão alguns dos canais que podem se beneficiar do networking.

  • Marketing de conteúdo:  Você terá mais influência com seu público. Isso significa que você poderá convidar mais pessoas a agir na medida em que elas se engajam com seu conteúdo.
  • Marketing pago: Suas ações de marketing pago vão melhorar muito. Por quê? Porque quanto mais conexões você fizer, mais contexto sobre seu público-alvo terá. O contexto é essencial para campanhas de marketing pago bem-sucedidas.
  • Marketing de mídias sociais: Quanto mais pessoas conhecerem sua marca, mais capital social você vai ganhar.
  • Marketing de influenciador:  É muito mais provável que você receba uma resposta positiva de um influenciador importante se ele já tiver ouvido falar de você.

Aqui estão algumas dicas para impulsionar seus outros canais de marketing com networking.

1. Segmente micro influencers. O marketing de influenciador está evoluindo ao longo dos anos.

Estamos vendo uma mudança no sentido de marcas optarem por segmentar micro influenciadores, em vez dos maiores nomes em seus segmentos.

O que exatamente são micro influenciadores.

Eles são influenciadores online com um público relativamente pequeno.

Considerando que o engajamento diminui na medida em que os grupos de fãs crescem, micro influenciadores podem ter um impacto enorme, devido aos seus públicos segmentados.

Veja este gráfico mostrando a taxa de curtidas e de comentários para grupos de fãs de diferentes tamanhos.

Screen Shot 2017 07 15 at 12.02.32 AM

Grupos menores têm mais engajamento.

Os micro influenciadores se encontram em um ponto ideal, onde têm um público de bom tamanho e um engajamento alto.

Segundo o gráfico, esse ponto ideal pode estar entre mil e 100 mil seguidores.

2. Tenha uma estratégia de conteúdo sólida.

Qualquer que seja o foco do seu marketing, o conteúdo será seu bem mais valioso.

Sua habilidade para distribuí-lo em vários canais vai ter muito a ver com o seu sucesso.

Primeiro, decida que objetivos de negócio você quer impulsionar com seu conteúdo.

Depois, crie e distribua seu conteúdo de acordo com isso.

Conclusão

Como resumir tudo o que vimos aqui?

Se você não puder criar relacionamentos com as pessoas mais importantes, vai ter dificuldade para fazer sua startup crescer.

Ter um bom produto não é suficiente.

Ter uma boa história não é suficiente.

Você precisa ter uma estratégia de networking sólida para trazer ao seu negócio à exposição de que ele precisa para ser bem-sucedido.

Se você não for uma pessoal sociável, isso pode parecer assustador.

Mas vale a pena sair da sua zona de conforto.

Como você viu nesse artigo, as conexões que você criar podem te trazer um mundo de coisas boas.

Saia de casa, conte sua história e engaje as pessoas que você encontrar.

Seu negócio vai se beneficiar disso.

Como você faz networking para o seu negócio?